Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Muito se tem falado, nos últimos dias, de Manuel Pinho e de José Sócrates, por razões que têm a ver com a transparência, ou pela falta dela.

Não vamos aqui esmiuçar sobre o que se tem dito e escrito, primeiro sobre Sócrates (que entretanto saiu do PS) e sobre Pinho mas é bom lembrar que no PS, tal como no PSD e no CDS, se lida mal com faltas de transparência, corrupção e outros chicoespertismos. Ou seja: nestas coisas não ficam bem no retrato. 

No PSD, todos se lembrarão de Oliveira e Costa, Duarte Lima, Dias Loureiro e Miguel Macedo e do muito que publicou sobre eles no que toca a irregularidades, tráfico de influências e outras coisas mais.

No CDS todos se lembrarão da história dos submarinos em que a justiça só funcionou na…Alemanha. Por cá Paulo Portas foi intocável.

Depois há outra coisa que demonstra bem a relação dos políticos com alguns grandes empresários e é usual os ex-ministros serem “aproveitados” para gerirem empresas amigas.

Já noutras alturas aqui escrevemos que peculato, tráfico de influências e corrupção são crimes em crescendo neste país - Portugal.

E fica de novo a pergunta: Seremos um país de corruptos?

Em certa medida quero crer que sim. E pouco ou nada se faz para alterar este estado das coisas.

Precisamos de políticas novas, de políticos novos. Precisamos de um povo mais esclarecido que, na hora de votar, saiba separar o trigo do joio, para que Portugal seja um país novo, para que vivamos em total liberdade e façamos disso uma luta inigualável contra este estado de coisas. Contra os corruptos e outros que tais.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De antónio veríssimo a 05.05.2018 às 19:11

...para que sejamos LIVREs.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D